Aos 88 anos, morre Pedrinho Furlan, 1º diretor da Fomento Paraná

Morreu na madrugada deste domingo (11) o empresário Pedrinho Antônio Furlan, aos 88 anos. Ele estava internado em um hospital de Toledo, no Oeste do Estado, devido a problemas de saúde decorrentes da idade.

O governador Carlos Massa Ratinho Junior lamentou a morte de Furlan, o primeiro diretor-presidente da Fomento Paraná. Ele se destacou em Toledo e no Paraná por meio da atividade profissional como diretor administrativo e financeiro da Sadia, atual BRF. Também se engajou em causas sociais, esportivas e ajudou a alavancar o desenvolvimento da região.

“Furlan atuou na iniciativa privada e na administração pública, contribuindo enormemente para o progresso do Oeste do Estado”, declarou o governador.

Pedrinho Furlan deixa a esposa, Moema, e os filhos Alexandre, Pedro, Paulo Sérgio, Neusa Carmen “Neneca”, Flávio e João Batista “Tita”.

Vida de Pedrinho Furlan

Nascido em 22 de novembro de 1933, em São Pedro do Pontão, Tupanciretã-RS, formou-se em Direito pela USP, em São Paulo.

Na década de 1960, a convite do fundador da Sadia, Attilio Fontana, logo após a aquisição do Frigorífico Pioneiro, ele chegou a Toledo, a cidade do seu coração, onde atuou na empresa até mesmo depois da aposentadoria, como assessor especial da presidência. Na empresa teve papel importante na difusão e estruturação da suinocultura e avicultura regional. Foi o primeiro presidente da Agência de Fomento do Paraná.

Com informações do Portal Viver Toledo.