São identificadas as oito vítimas mortas por policial militar em Toledo

Foram identificadas as oito pessoas mortas pelo policial militar Fabiano Junior Garcia, de 37 anos, entre a noite de quinta (14) e madrugada desta sexta-feira (15) em Toledo e Cerro Azul.

Das vítimas, seis eram familiares do policial e duas eram desconhecidas. Depois das mortes, Fabiano tirou a própria vida.

As vítimas são:

Kassiele Moreira Mendes Garcia, 28 anos. Esposa de Fabiano.

Miguel Augusto da Silva Garcia, 4 anos. Filho de Fabiano.
Kamili Rafaela da Silva Garcia, 9 anos. Filha de Fabiano.
Amanda Mendes Garcia, 12 anos. Filha de Fabiano de outro relacionamento.
Claudiomiro Garcia, 50 anos. Irmão de Fabiano.
Irene Garcia, 78 anos. Mãe de Fabiano.
Kaio Felipe Siqueira da Silva, 17 anos.
Luiz Carlos Becker, 19 anos.

O policial trabalhava no 19º Batalhão de Polícia Militar de Toledo. De acordo com a PM, o agente de segurança trabalhou na quinta-feira (14) e saiu do plantão no início da noite.

O soldado matou a esposa e um filho em Toledo e, em seguida, foi para Céu Azul. Ao chegar na cidade, ele tirou a vida de mais dois filhos, que moravam com a avó materna.

A PM acredita, ainda, que o policial tenha voltado para Toledo, onde matou a mãe, o irmão e duas pessoas que passavam na região.

Fabiano chegou a mandar um áudio para amigos e familiares explicando a chacina. Ele pediu desculpas, afirmou que não conseguia viver sem a esposa e afirmou que cometeu o crime “para não deixar peso para ninguém”.

A Polícia Civil investiga o caso. O carro usado pelo soldado foi apreendido.

Leia mais