Passageiros enfrentam filas e voos são cancelados após incidente em SP

Um acidente no aeroporto de Congonhas causou problemas a passageiros de todo o Brasil nesta segunda-feira (10). O estouro do pneu de um avião de pequeno porte, no domingo (9), fez com que voos fossem cancelados ou atrasados. Grandes filas foram registradas nos aeroportos. 

No Rio de Janeiro, segundo o painel da Infraero, desde a abertura, às 6h da manhã, até às 9h30, seis voos foram cancelados e um estava em atraso no aeroporto Santos Dumont. 

Em Porto Alegre, o aeroporto internacional Salgado Filho também sofreu os efeitos do incidente em São Paulo. De ontem (9) para esta segunda (10) seis partidas foram canceladas e outros três desembarques também não foram operacionalizados.

A empresa Latam deu flexibilidade para que qualquer viajante de voos domésticos com origem, conexão ou destino em Congonhas, na data do incidente, possam adiar ou cancelar suas viagens sem custo, podendo remarcar ou pedir o reembolso integral sem cobrança até 15 dias da data do voo original.

Segundo a empresa Azul, ao menos 12 voos foram cancelados. A empresa informou que os passageiros receberam a assistência necessária e lamentou eventuais contratempos. A Gol também informou que oito voos foram alternados para pouso em outros aeroportos e mais de 20 viagens foram canceladas.

Entenda

As operações de pouso e decolagem no Aeroporto de Congonhas, em São Paulo, foram liberadas na noite de domingo (9). A informação foi divulgada pela Infraero, administradora do local, que suspendeu as atividades no aeroporto após um avião de pequeno porte furar o pneu ao pousar na pista.

Em nota, a Infraero informou que as investigações sobre a causa do acidente estão sendo conduzidas pelo Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes (Cenipa), órgão do Comando da Aeronáutica. A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), por sua vez, afirmou estar em contato com as empresas aéreas para acompanhar a assistência aos passageiros afetados.

Informações SBT News