Petrobras aprova pagamento de R$ 43,7 bilhões em dividendos aos acionistas

O Conselho de Administração da Petrobras aprovou nesta quinta-feira (3) o pagamento de dividendos no valor de R$ 3,3489 por ação preferencial e ordinária em circulação. Serão duas parcelas de R$ 1,67445 por ação: uma em 20 de dezembro de 2022, e outra em 19 de janeiro de 2023.

No total, serão pagos cerca de R$ 43,7 bilhões, de acordo com a consultoria Suno. Conforme a Petrobras, “o dividendo proposto está alinhado à Política de Remuneração aos Acionistas, que prevê que, em caso de endividamento bruto inferior a US$ 65 bilhões, a Companhia poderá distribuir aos seus acionistas 60% da diferença entre o fluxo de caixa operacional e as aquisições de ativos imobilizados e intangíveis (investimentos)”. “Além disso, a Política também prevê a possibilidade de pagamento de dividendos extraordinários, desde que sua sustentabilidade financeira seja preservada”.

A empresa acrescenta que o pagamento de dividendos no valor de R$ 3,3489 por ação é compatível com sua sustentabilidade financeira no curto, médio e longo prazo “e está alinhada ao compromisso de geração de valor para a sociedade e para os acionistas, assim como às melhores práticas da indústria mundial de petróleo e gás natural”.

O montante será abatido dos dividendos relativos ao exercício deste ano que serão aprovados pela Assembleia Geral Ordinária de 2023.

Informações SBT News