Policiais civis são presos durante operação por desvio de drogas

Um dos policiais tinha 6 armas sem registro dentro de casa. A polícia militar apreendeu também 25 kg de cocaína apresentados na Central de Flagrantes.

Três policiais civis foram presos em uma operação da Corregedoria da Corporação, na última terça-feira (31). Eles são suspeitos de desviar drogas apreendidas e apresentadas na delegacia para vender novamente ao tráfico.

Carlos Ademir Chrun Gomes da Silva, de 41 anos, na Polícia Civil desde 2008 e lotado na Central de Flagrantes em Curitiba, foi preso em Matinhos, no litoral do estado. Ele foi alvo de um mandado de prisão temporária, e a casa dele no jardim das américas, de uma busca e apreensão, o carro de Carlos, modelo XC 60 da marca Volvo foi apreendido na operação.

Além dele, Anna Karina do Nascimento Bonato Kramek, de 36, na civil desde 2013, e também lotada na Central de Flagrantes, foi alvo de um mandado de prisão temporária. Os dois foram presos por peculato, que é o crime de desvio de algo público, e tráfico de drogas.

A casa de Anna em Ponta Grossa, no interior do estado, também foi alvo de busca e apreensão e lá o marido dela, Henrique Kramek Júnior, de 43, foi encontrado com 6 armas sem registro, ele foi preso por posse ilegal de arma de fogo.

A ocorrência investigada pela Corregedoria da Polícia Civil aconteceu no último dia 4 de março. A escrivã Anna era a responsável pela documentação daquela droga. Mas, de acordo com a investigação, o produto foi desviado e substituído por outra substância, parecida com cocaína. Para a corregedoria Anna e Carlos seriam os responsáveis por estes crimes.

O portal da transparência do estado mostra um salário de mais de seis mil reais para Anna e para Henrique. O de Carlos passa dos sete mil reais, o advogado dele saiu em defesa do policial.

Veja mais detalhes sobre este caso na reportagem completa do Tribuna da Massa Curitiba desta quinta-feira (01):