Homem que esfaqueou e matou primo durante festa em família é condenado

O julgamento de Cláudio Bueno Oliveira dos Santos aconteceu nesta quarta-feira (16), no Tribunal do Júri de São José dos Pinhais, na região metropolitana de Curitiba. Réu pela morte de Leandro Souza Santana, o homem foi condenado a 11 anos e 8 meses em regime fechado.

Segundo as investigações, o crime aconteceu durante uma confraternização em família, na noite de 9 de agosto de 2020, no bairro Borda do Campo. A confusão teria começado depois que Leandro foi tirar satisfação com o Cláudio, que é primo da vítima, por supostamente estar repassando drogas para os convidados da festa.

Incomodado, o jovem pediu pra que o homem se retirasse do imóvel, mas ele pegou uma faca de cozinha e desferiu golpes contra o primo. Além disso, Claudio também atingiu o ex-cunhado, Jeferson Aparecido dos Santos, que sobreviveu ao ataque e passou por cirurgias. Após o crime, que aconteceu inclusive na frente de crianças, o autor fugiu.

Para a família, o resultado foi satisfatório e a justiça prevaleceu. “Os jurados decidiram por unanimidade pela condenação do réu nos dois crimes, o que foi apresentado perante ao juiz que decidiu pela reclusão em 11 anos e 8 meses”, disse o assistente de acusação, Jhony Machado, à Rede Massa.

Claudio Bueno, foi levado à carceragem do sistema prisional, onde deve cumprir a pena. A defesa deve recorrer da sentença, porém a liberdade não foi concedida ao acusado pela gravidade do crime.

(Foto: Arquivo pessoal)

Colaboração de Bruna Froehner, da Rede Massa