Imagens mostram empresário voltando ao local de acidente após atropelar e matar idosa; VÍDEO

Uma testemunha revelou em depoimento, que o motorista afirmou ter bebido uma garrafa de vinho

As gravações registradas por câmeras de segurança divulgadas pela Polícia Civil, nesta sexta-feira (23), mostram o veículo do empresário, Cristiano Mocelin, envolvido no atropelamento que matou uma idosa, de 70 anos, no bairro Campina do Siqueira, em Curitiba, retornando ao local da batida após ser perseguido por um motociclista.

Em entrevista à Rede Massa, no dia do acidente, testemunhas confirmaram que Mocelin, sócio de uma churrascaria famosa na capital, tentou fugir do local sem prestar socorro pela Rua Monsenhor Ivo Zanlorenzi, mas percebeu que populares haviam anotado a placa e voltou em marcha ré. (Vídeo abaixo)

De acordo com o delegado, Edgar Santana, da Delegacia de Delitos de Trânsito de Curitiba (Dedetran), as imagens foram fundamentais para dar continuidade nas investigações e apurar a conduta do motorista, que se recusou a fazer o teste do bafômetro na noite do acidente.

“As testemunhas afirmaram que, ao chegarem no local, a vítima estava aparentemente sem sinais vitais. Depois, visualizaram um veículo na via descendo em marcha à ré. As imagens obtidas pela polícia do atropelamento foram encaminhadas ao Instituto de Criminalística para estabelecer a dinâmica do acidente, bem como a velocidade que o veículo se encontrava. Estamos investigando se houve negligência por parte do condutor”, disse.

Versão de testemunha

Segundo a Polícia Civil, uma testemunha presencial informou em depoimento que o empresário, Cristiano Mocelin, havia bebido uma garrafa de vinho antes de sair de casa.

“A testemunha teria presenciado o momento em que o condutor do veículo havia afirmado para uma terceira pessoa, que havia ingerido uma garra de vinho. No depoimento do motorista, ele disse que se recusou a fazer o teste do bafômetro que tomou remédio para dormir e ficou com medo de ter acusação no bafômetro. Por não ter sinais de embriaguez, não foi possível fazer o enquadramento no crime de embriaguez ao volante”, afirmou.

(Foto: Reprodução/Rede Massa)

O acidente

O acidente aconteceu por volta das 21h40 da última sexta (16). A Land Rover ocupada apenas pelo empresário atingiu a idosa, Helenita Pereira de Jesus, de 70 anos, que atravessa a via para chegar na casa de apoio onde trabalhava no período da noite.

Com o impacto, de acordo com os bombeiros, Helenita chegou a ser arremessada por cerca de 20 metros do local da batida. Mesmo com o apoio médico, ela não resistiu aos ferimentos.

O velório e o sepultamento aconteceram na Capela do Parque do Senhor do Bonfim, em São José dos Pinhais. Os filhos da idosa pedem por justiça.

(Foto: Reprodução/Rede Massa)