Príncipe britânico Philip é transferido de hospital para exames cardíacos

Por Michael Holden

LONDRES (Reuters) – O príncipe britânico Philip, marido de 99 anos da rainha Elizabeth, foi transferido para outro hospital do centro de Londres nesta segunda-feira para passar por exames devido a um problema cardíaco preexistente e receber tratamento contra uma infecção.

Philip, o duque de Edimburgo, foi internado no hospital particular Rei Eduardo 7º duas semanas atrás para tratar uma infecção não especificada sem relação com a Covid-19.

Ainda nesta segunda-feira, o Palácio de Buckingham disse que ele foi transferido para o Hospital St Bartholomew, um centro de excelência de cuidados cardíacos, para receber mais tratamento e observação.

“O duque continua disposto e está reagindo ao tratamento, mas deve permanecer no hospital ao menos até o final da semana”, disse o palácio em um comunicado.

Mais cedo, fotógrafos e equipes de televisão no hospital Rei Eduardo 7º haviam visto um paciente sendo levado em uma ambulância, ocultado da mídia à espreita do lado de fora por funcionários com guarda-chuvas e policiais, mas não houve confirmação de que era o príncipe.

A rainha de 94 anos permanece no Castelo de Windsor, seu lar no oeste de Londres, onde o casal se hospeda durante o lockdown de coronavírus, e na semana passada continuou a realizar suas tarefas oficiais, mas por vídeo.

Os dois receberam a primeira dose de uma vacina contra Covid, e a doença do duque não tem relação com o vírus.

Na última década, Philip precisou de tratamento hospitalar diversas vezes devido a uma infecção de bexiga recorrente, e no Natal de 2011 passou por uma operação para desbloquear uma artéria do coração depois de ser hospitalizado às pressas com dores no peito.

tagreuters.com2021binary_LYNXNPEH201IQ-VIEWIMAGE