Reino Unido encontra portador desaparecido de variante do Brasil; não vê sinal de disseminação

LONDRES (Reuters) – Autoridades de saúde inglesas rastrearam uma pessoa antes não identificada que foi diagnosticada com uma variante da Covid-19 originada no Brasil, e disse não haver sinais de que a pessoa transmitiu o vírus.

No domingo, autoridades de saúde disseram não ter conseguido identificar um de seis casos da variante brasileira altamente transmissível, conhecida como P1, no país.

“Identificamos a pessoa em questão com sucesso”, disse o ministro da Saúde, Matt Hancock, em uma coletiva de imprensa nesta sexta-feira.

“Os melhores indícios são de que esta pessoa em questão ficou em casa, e não há sinal de que houve nenhuma transmissão consecutiva”, disse ele, acrescentando que a pessoa foi localizada em Croydon, no sul de Londres, e que os exames foram intensificados na área por precaução.

O anúncio de domingo marcou a primeira vez em que a variante de Manaus foi detectada no Reino Unido, e desencadeou uma busca intensa para encontrar a pessoa não identificada.

A pessoa mora com uma família que voltou recentemente do Brasil, disse Susan Hopkins, uma autoridade de saúde.

Ela explicou como esta foi rastreada cruzando as referências de exames e dados postais para produzir uma lista mais precisa de candidatos possíveis, que depois foram procurados por equipes de rastreamento.

(Por William James e Alistair Smout)

tagreuters.com2021binary_LYNXNPEH241BC-VIEWIMAGE