Sanepar usa metodologia para fazer chover na Região Metropolitana de Curitiba

A Companhia de Saneamento do Paraná (Sanepar) contratou serviços aéreos especializados de indução de chuvas localizadas com semeadura de nuvens para fazer chover nas bacias hidrográficas de contribuição das barragens do Sistema de Abastecimento Integrado de Curitiba e Região Metropolitana (SAIC).

A iniciativa faz parte das ações para diminuir o efeito da crise hídrica. Já foram mais de 20 intervenções, como busca de água em pedreiras, que recebeu o nome de “ação para tirar água de pedra”.

Os trabalhos estão sendo feitos pela empresa Modclima Serviços Aéreos Especializados, Pesquisa e Desenvolvimento Ltda., que já realizou os mesmos serviços para outras companhias de saneamento, como a Sabesp (SP) e a Copasa (MG), e também pelo setor agrícola, nas regiões de Toledo e Cianorte.

A primeira chuva induzida ocorreu em 9 de dezembro na Bacia do Passaúna. O processo, chamado de semeadura de nuvens, provocou, até o momento, 12 chuvas. A semeadura é feita por um avião que, ao sobrevoar uma nuvem promissora, faz a pulverização de gotículas de água potável de diâmetro controlado. Essas gotículas se somam às gotas já existentes dentro da nuvem, que ganham massa e se precipitam em forma de chuva, no local de interesse.

O processo faz parte de um projeto de pesquisa da Sanepar que busca identificar possíveis soluções para crises hídricas. Ele será desenvolvido até maio deste ano em Curitiba e Região Metropolitana.

Colaboração Assessoria Imprensa Sanepar