Se passando por pastor, homem é preso por feminicídio

Um homem foi preso acusado de matar a própria companheira em Santa Maria, no Distrito Federal. De acordo com o filho da vítima, o criminoso se passava por pastor. 

Evanildo das Neves, de 37 anos, teria aguardado o filho de Cilma da Cruz, de 50, viajar para cometer o feminicídio, em outubro do ano passado. Imagens de câmeras de monitoramento flagraram o suspeito pouco tempo depois do assassinato, saindo do condomínio onde morava com a vítima.  

Após ficar foragido por quase um ano, o criminoso foi preso no Espírito Santo, na cidade de Aracruz. Evanildo será transferido para o Distrito Federal, onde responderá pelo feminicídio.  

Segundo o filho de Cilma, o preso morou com eles por cerca de seis meses. Quando Luciano viajou, Evanildo cometeu o crime. A vítima teria conhecido o assassino na igreja. Era lá que, segundo o filho, o preso se apresentava como pastor. 

Cilma nunca tinha comentado com familiares sobre o perfil agressivo do homem. De acordo com a polícia, ela queria se separar e o feminicida impôs condições para deixar a residência da vítima. 

Informações SBT News