Situação de mato alto sai do controle em Maringá

O mato alto nos canteiros centrais e nas praças de Maringá está incomodando moradores de diversos cantos da cidade. Alguns pontos já estão sendo cortados, porém devido a demanda muito alta de locais que precisam ser roçados a Prefeitura não está dando conta. Com as chuvas e o calor a situação se agrava, crescendo cada vez mais matagal.

Na Avenida Mandacaru, além do mato alto, em alguns pontos o lixo descartado incorretamente chama a atenção de quem passa e incomoda os vizinhos. As pistas de fundo de vale, utilizadas pela população para fazer caminhadas, enfrentam o mesmo problema. Os moradores reclamam do visual, da dificuldade de locomoção e do aumento de insetos.

Segundo o Secretário de Limpeza Urbana Pública, Paulo Gustavo Ribas, as esquipes de servidores e o serviço terceirizado trabalham durante o ano todo para cuidar dos ambientes. Todavia durante essa época, propícia para o crescimento do mato mais alto, está sendo utilizada uma força tarefa de pelo menos sete equipes que trabalham de domingo a domingo, das 7h às 19h, em diferentes locais da cidade. Os pontos que estão sendo priorizados são os de maior fluxo de pessoas e mais próximos das casas.

A previsão de estabilização do crescimento do mato é para depois de março, quando as temperaturas começarem a baixar.

Além disso, segundo a Secretaria, fora o 156 – telefone para fazer as denúncias – a população também pode contar com uma equipe que está andando pela cidade e fazendo a programação dos locais mais urgentes de roçada.


Para mais informações, acesse: