Suspeitos da morte de Karla Rapahela são indiciados em Ponta Grossa

Dois homens suspeitos pela morte da transexual Karla Raphaela Pereira Dos Santos, 39 anos, desaparecida desde a madrugada do dia 3 de dezembro de 2020, em Ponta Grossa, foram indiciados pela polícia civil. Um dos possíveis autores do crime é proprietário de carretas e foi preso no dia 20 de janeiro. Ele tem 39 anos e continua detido à disposição da justiça. Segundo a polícia civil, o outro suspeito, que é caminhoneiro, ainda não foi localizado.

De acordo com o delegado Fernando Jasinski, titular do inquérito policial, ambos foram indiciados pela prática de homicídio e furto qualificado. “Após o crime, as investigações apontam que eles teriam subtraído os pertences da vítima. O corpo, no entanto, ainda não foi localizado. Mas temos informações contundentes sobre a prática do homicídio”, informou.

O empresário que foi preso teria negado envolvimento no crime durante o interrogatório, mas confirmou que participou de um programa sexual com uma amiga de Karla, deixando o local logo em seguida.

O crime

O delegado acredita que o crime teria ocorrido durante uma discussão na casa do segundo suspeito, onde os dois homens e as duas transexuais se encontravam na madrugada do dia 3 de dezembro. Conforme a polícia civil, Karla e Fabíola foram convidadas pelos dois suspeitos para um programa e se dirigiram para uma casa no bairro Contorno, onde mora o homem que ainda não foi localizado.

Conforme apontou o delegado, houve uma discussão no local por conta do pagamento do programa e um dos suspeitos teria ficado mais agressivo, mas foi contido pelo outro colega. “Ocasião essa em que se chegou a um acordo de pagamento parcial. A amiga de Karla teria então deixado o local. A vítima decidiu permanecer na residência em companhia dos dois indivíduos”, disse o delegado.

Durante esse intervalo de tempo, a vítima encaminhou uma mensagem ao seu irmão para ir buscá-la caso não chegasse na residência dentro de uma hora a partir do encaminhamento da mensagem. Desde então não foi mais encontrada.

Veja mais informações sobre este e outros casos, assista a edição completa do Tribuna da Massa Ponta Grossa desta quarta-feira (03):