Suspeitos são presos com 82 tabletes de maconha e medicamentos

Os dois suspeitos chegaram de cabeça baixa na delegacia. Daniel Barbiere da Silva de 22 anos que até então não tinha antecedente criminal e o amigo David Rodrigo Cabitza de 35 que saiu da cadeia recentemente, em Londrina cumpriu parte dos sete anos anos de prisão pelas três vezes que foi pego traficando. Os dois foram presos no mesmo local, onde havia droga e medicamentos abortivos.

O carro não tem queixa de furto ou roubo e pertence ao David. A maconha já estava separada em caixas e algumas pequenas porções e deu pra construir uma muralha com os  82 tabletes. Ao todo 59.500 kg de entorpecente e 194 cartelas de comprimido abortivo. Sem ter como negar o tráfico de drogas e medicamento considerado um crime contra a saúde pública a pena pode ser maior e ultrapassar os 10 anos de prisão.

Veja mais informações sobre este caso, assista a matéria completa do Tribuna da Massa Foz do Iguaçu desta terça-feira (02):