Biocombustíveis: associações da América do Sul assinam manifesto conjunto

Um Manifesto em Defesa dos Biocombustíveis foi assinado nesta quinta-feira (27) por 13 associações do setor no Brasil, Argentina, Colômbia, Paraguai e Uruguai.

A carta pede que os países definam marcos regulatórios que garantam o avanço dos investimentos em pesquisas científicas e tecnológicas para honrar os compromissos assumidos para a descarbonização no Acordo de Paris. “O custo da inação será muito maior do que a agenda de sustentabilidade mais ambiciosa que podemos imaginar”, diz um trecho.

As entidades pedem que os governos não percam tempo: “A América do Sul tem recursos fundamentais para ser líder mundial na produção de energia limpa e renovável, contribuindo para reduzir a dependência da energia fóssil para movimentar a economia. No entanto, esse atributo está longe de ser explorado em seu imenso potencial”.

“Defendemos que a América Latina se torne até 2050 uma região com a matriz de combustíveis plenamente limpa, renovável e sustentável por meio de compromissos firmes, graduais e inexoráveis”, idealizam as associações, que acompanham as produções de matérias-primas e garantem o resultado.

Informações de SBT News