Brasil atinge recorde de 64,2 milhões de pessoas endividadas

O número de pessoas com contas atrasadas bateu recorde no país: são 64,2 milhões de brasileiros negativados, de acordo com um levantamento do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC) e da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL), realizado em setembro deste ano.

O número, que equivale a 1 em cada 4 brasileiros, é o maior da série histórica, iniciada em 2014. Conforme o estudo, o principal endividamento da população é com os bancos. O setor concentra mais de 60% do total das contas em aberto, seguido por comércio, água e luz.

Para o economista Valfredo de Farias, o endividamento recorde é resultado da combinação entre inflação alta e oferta de crédito. “A gente tem aí os auxílios, empréstimos consignados, né? Então, muitas lojas também, elas oferecem créditos. Essas pessoas, elas não têm o hábito de fazer nenhum tipo de planejamento, e aí vão comprando, e a tendências é se endividar”, observa o especialista.

Ainda segundo o levantamento, 82,65% dos negativados não conseguem sair dessa condição. Eliel está tentando… parcelou uma dívida com uma financeira e pretende quitar até dezembro para então fazer outra dívida. “Eu vou dar entrada no meu carro que quero e pronto, bola para frente”, diz o autônomo Eliel Correia.

Informações de SBT News