Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Chuva afeta trânsito e derruba árvores em São Paulo

A forte chuva que caiu sobre a capital paulista no início da manhã desta quinta-feira, 3, afetou o trânsito na cidade e ocasionou a queda de cinco árvores em diferentes regiões. Os alagamentos chegaram a interromper o trânsito na Rodovia Anchieta, entre o km 10 e o 13, e interditou temporariamente o túnel João Paulo II, no Anhangabaú; em ambas as ocorrências, a situação havia sido normalizada durante a tarde.

Os maiores índices pluviométricos registrados na capital se concentraram no centro (25,8 milímetros) e na Vila Mariana (34,2 mm), de acordo com medição do Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE), da Prefeitura. O CGE manteve a cidade em estado de atenção para alagamentos até às 11 horas.

Segundo dados da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), o trânsito na cidade registrou lentidão acima da média das 9h30 às 13 horas, tendo atingido o pico de 138 quilômetros de congestionamento. A circulação havia retomado o patamar abaixo da média no período da tarde e às 16h30 estava em 35 quilômetros.

A coordenação das subprefeituras informou ainda que a chuva levou a cinco quedas de árvores: na Rua Duque de Caxias, no centro; nas ruas Professor Rodrigues Fonseca e Umburanas, em Pinheiros; na Rua Ferdinando Paer, em Cidade Ademar; e na Rua Firmino Barbosa, em São Miguel Paulista. As ocorrências não deixaram feridos.

No Aeroporto de Congonhas, segundo dados da Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC), cinco voos haviam sido cancelados até às 16 horas.

Tempo

Pancadas de chuvas moderadas devem voltar a acontecer na cidade no fim da tarde e durante a noite. "Nas próximas horas, novas áreas de instabilidade que se formaram na região de Campinas devem atingir a capital paulista a partir da zona norte, provocando chuvas na forma de pancadas moderadas. Há condições para pontos de maior intensidade com raios e rajadas de vento, o que pode elevar o risco para formação de alagamentos e queda de árvores", detalhou a CGE.

De acordo com as estações meteorológicas do Centro, os termômetros superaram os 22ºC, enquanto a umidade relativa do ar permaneceu acima dos 60%.

Para os próximos dias, estão previstas chuvas fracas. A sexta-feira, 4, começa com nebulosidade e chuvas que diminuem no decorrer do dia. "Ocorrem períodos de melhoria, mas o céu deve permanecer com muitas nuvens. As mínimas oscilam em torno dos 16°C, enquanto as máximas não devem superar os 20°C", informou o CGE.

No sábado, 5, os ventos úmidos que sopram do oceano causam muita nebulosidade, além de favorecer a ocorrência de chuviscos especialmente durante a madrugada e no período da noite.