Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Corpo de jovem de 18 anos é encontrado em Itatiaia

Duas pessoas morreram atingidas por uma cabeça dágua em Itatiaia, no sul do Estado do Rio de Janeiro, no domingo, 20. O fenômeno, formado no alto do Parque Nacional de Itatiaia, alcançou rapidamente a região conhecida como Paraíso Perdido, um local turístico onde as pessoas costumam tomar banho de cachoeira.

Os corpos de Júlia Machado Miranda, de 18 anos, e de José G. Soares, de 55, foram encontrados pelo Corpo de Bombeiros. Conhecido como cabeça d'água, o fenômeno ocorre quando chove muito na nascente de um rio e o volume das águas sobe muito rapidamente, pegando banhistas desprevenidos

A chuva forte no Parque Nacional de Itatiaia no domingo fez como que o nível do rio Campo Belo subisse três metros. Na noite de domingo, os bombeiros encontraram o corpo de José Soares. As buscas foram retomadas nesta segunda pela manhã, quando o corpo de Julia foi encontrado a 300 metros de Paraíso Perdido. Os bombeiros informaram que as buscas foram suspensas porque não há mais ninguém desaparecido.

Inicialmente, a informação era de que se tratava de uma tromba d'água. Mas, de acordo com o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), o que houve foi um fenômeno conhecido como cabeça d'água, que acontece quando chove muito na nascente de um rio, fazendo com que o fluxo da água aumente muito rapidamente. Segundo a Defesa Civil, a chuva foi forte no Parque Nacional de Itatiaia e o nível do Rio Campo Belo subiu aproximadamente três metros.

Grupo do Massa News no WhatsApp

Receba as principais notícias do dia direto no seu celular.

  Entrar no grupo