Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Crueldade: homem tortura esposa após sonhar com traição

(Foto: Ilustração / Pixabay) - Crueldade: homem tortura esposa após sonhar com traição
(Foto: Ilustração / Pixabay)

Um homem foi preso pela Polícia Civil de São Roque acusado de torturar a própria esposa e manter a mulher em cárcere privado.  Tudo ocorreu quando a vítima procurou a Delegacia de São Roque na noite do dia 07 de julho e, abalada, disse as autoridades que havia escapado do marido, que a teria mantido trancada em casa durante três dias, período em que praticou diversos atos de tortura contra ela.

De acordo com a mulher, que vivia com o homem no bairro do Pavão, o marido teria sonhado que ela o teria traído com um velho desconhecido e a partir daí as torturas teriam começado. A vítima informou que além de ser mantida presa em casa pelo esposo, o homem lhe batia com um pedaço de mangueira, que lhe jogou água fria com sal no corpo, além de passar vinagre em suas partes intimas. Não satisfeito com as torturas físicas, o homem também a ameaçava com uma faca e também lhe obrigou a escrever cartas de cunho sexual.

Após passar três dias vivendo esta situação insuportável a vítima aproveitou um momento de distração e conseguiu fugir do homem, indo até a Delegacia de São Roque, onde a polícia foi informada. Rapidamente as autoridades se prepararam para ir até o acusado e questioná-lo sobre as acusações da esposa, porém para a surpresa das autoridades, o homem foi localizado próximo a delegacia. A polícia acredita que, após perceber que a mulher havia fugido, ele teria saído para procura-la de, desconfiado que ela poderia procurar a polícia foi até a delegacia.

O homem confirmou informalmente os crimes contra a mulher ao ser abordado pela polícia, porém durante o interrogatório oficial manteve-se em silêncio, preferindo não falar muito sobre o caso. O homem foi preso em flagrante, por cárcere privado, agressão, tortura e após ser encaminhado para a audiência de custódia, teve sua prisão preventiva decretada pela Justiça e irá esperar pelo julgamento do caso no CDP de Capela do Alto.

A Polícia também aprendeu alguns itens obtidos na casa onde o acusado morava com a esposa e que teriam sido utilizados na tortura, como o pedaço de mangueira, uma faca e as cartas que teriam sido escritas pela mulher sobre coerção do marido. Os itens passarão por perícia.  

Infelizmente casos de violência contra a mulher tem ganhado destaque em nossa região. Nesta semana, policiais civis de São Roque prenderam em flagrante um homem acusado de espancar a própria irmã, enquanto uma mulher recorreu as redes socais pra denunciar o ex-marido, que teria quebrado o seu nariz após a agressão. 

Brasil conta com um dos sistemas penais mais efetivos no combate a violência contra a mulher, entretanto para que ele possa auxiliar estas vítimas, é importante que as mulheres alvos de violência não se omitam diante de uma agressão e denunciem através da Delegacia da Mulher mais próxima de sua cidade ou através do telefone 180, na Central de Atendimento à Mulher. 

Informações jeonline.com.br