Massa News, notícias do Paraná e do Brasil

Curitiba, PR
Clima
19ºC
Massa News, notícias do Paraná e do Brasil

Ex-BBB que participou de atos golpistas se pronuncia na web: “Não vão me calar”

Redação

Redação

O artista plástico Adriano Castro, participante da primeira edição do Big Brother Brasil, estava atos antidemocráticos realizados no domingo (8) em Brasília. O ex-BBB publicou um vídeo nas redes sociais na quarta-feira (18) relatando que está fora do país.

Reprodução/Instagram

“Estou fazendo esse vídeo para tranquilizar o coração de vocês, porque sei que vocês estão muito preocupados sobre o meu paredeiro. Vamos lá: não estou no Brasil, estou bem longe, estou em segurança. E agora que me sinto seguro, eu posso fazer esse vídeo, antes não dava”,,

disse o ex-BBB.

Veja também:

Adriano criou um canal no YouTube para incentivar os ataques golpistas. No vídeo, ele afirmou que está bem e que logo voltará a fazer lives:

“Se acharam que iam me calar, não conseguiram e não vão conseguir. A gente se vê em breve. Espalhem aí que estou bem. E assim que o Youtube liberar, a gente volta”,

afirmou.

O ex-BBB registrou em uma live no YouTube o momento em que ele e outras pessoas invadem o Palácio do Planalto, o Congresso e o Supremo Tribunal Federal. No dia seguinte, a plataforma deletou o vídeo.

O ex-BBB se define como “patriota” e “exterminador de mortadelas” na web. Ele ficou mais de 20 dias em acampamentos bolsonaristas em Salvador após a eleição de Lula.

“Mais um dia na batalha por um país livre e soberano”,

publicou no Twitter.

Adriano no BBB

O artista plástico tem 54 anos e foi considerado o vilão da primeira temporada do BBB de 2002. Adriano que criou o termo “paredão” para se referir as eliminações no programa.

Entre no grupo do Massa News
e receba as principais noticias
direto no seu WhatsApp!

Compartilhe essa matéria nas redes sociais

Ative as notificações e fique por dentro das notícias

Dá o play Assista aos principais vídeos de hoje
Colunistas A opinião em forma de notícia