Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Fuvest tem o menor número de inscritos dos últimos 6 anos

A Fuvest deste ano, principal forma de ingresso na Universidade de São Paulo (USP), teve 136.736 inscritos. O número é o menor desde 2011. Em relação ao ano passado, houve uma queda de 4,2% de candidatos.

Neste ano, a Fuvest vai ofertar uma quantidade menor de vagas do que nas edições anteriores. Das 11.072 vagas ofertadas na USP, 2.338 (cerca de 21%) serão disputadas pelo Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). É a segunda vez que a USP usa a prova federal como um método seletivo e ampliou em 57% o número de vagas ofertadas dessa maneira, em relação ao ano passado.

A queda de inscritos na Fuvest ocorreu tanto nos candidatos gerais, como em treineiros (que correspondem a 9,3% do total). Também houve queda de 5,9% no número de candidatos de escola pública. Neste ano, apenas 40,3 mil estudantes estudaram na rede pública. A USP não adota cotas sociais ou raciais, mas bonificação. A universidade tem como meta ter 50% dos calouros vindos da escola pública até 2018.

Ao usar o Enem para a seleção em algumas das vagas, a universidade pretendia aumentar o nível de inclusão. No entanto, houve queda no porcentual de inclusão em comparação com 2015. No ano passado, os estudantes ingressantes de escola pública representaram apenas 34,6%. Em 2015, eles representavam 35,1% dos ingressantes.

Em julho, o pró-reitor de graduação, Antônio Carlos Hernandes, disse que a previsão é de que, se mantida a proporção de ingressos de escola pública pela Fuvest, a universidade alcance em 2017 40% de alunos oriundos da rede pública de ensino.

Concorrência

Apesar da queda de inscritos, a disputa por vagas em alguns dos cursos mais concorridos da Fuvest foi acirrada. Em Medicina em Ribeirão Preto, a relação candidato/vaga passou de 71,9 para 75,6 neste ano. Relações Internacionais também teve aumento e passou de 43 para 46,7 candidatos concorrendo para uma vaga do curso.

Apenas três unidades da USP não reservaram uma parcela de vagas do vestibular a serem preenchidas pelo Enem: a Faculdade de Medicina, o Instituto de Física e a Escola de Engenharia de São Carlos.