Massa News, notícias do Paraná e do Brasil

Curitiba, PR
Clima
23.3ºC
Massa News, notícias do Paraná e do Brasil

Polícia investiga chacina com seis paranaenses mortos em SC

Gabriel Sartini

Gabriel Sartini

Por Caio Possati e Renata Okumura

Foto: Reprodução/Rede Massa

São Paulo, 10 (AE) – A Polícia Civil investiga a morte de seis paranaenses encontrados carbonizados dentro de um veículo na manhã do último domingo (8) no bairro Morro do Meio, no município de Joinville, no norte de Santa Catarina. Um sétimo homem permanece desaparecido. Outros três conseguiram fugir. O carro, um modelo Uno, também foi incendiado. A polícia ainda busca pela identificação e localização dos autores da chacina.

De acordo com Dirceu Augusto Silveira Júnior, delegado de polícia e titular da Delegacia de Homicídios de Joinville (DHJ), as vítimas eram do Paraná e trabalhavam em roçadas para uma empresa terceirizada, fazendo limpezas das linhas de energia elétrica.

A casa onde moravam os dez homens também foi incendiada. “Seis corpos foram encontrados carbonizados dentro do carro, três homens conseguiram fugir e um ainda não foi localizado. As vítimas já foram identificadas. Agora, aguardamos as confirmações das suas identidades por meio dos respectivos laudos periciais”, disse o delegado.

Briga anterior pode ter motivado chacina

Suspeita-se, segundo o delegado, que a chacina tenha sido motivada após desentendimento entre um dos homens que morava na residência e uma mulher. Em retaliação, um grupo teria invadido a casa, espancado os moradores, incendiado a residência e o veículo, onde os corpos carbonizados foram encontrados.

“É possível também que os autores do crime possuam vínculos com facções criminosas. Algo a ser confirmado no curso das investigações policiais”, afirma Silveira Júnior.

Em publicação nas redes sociais, a delegacia deixou um número para as pessoas ajudarem com denúncias e informações sobre a chacina em Joinville. Quem tiver alguma informação pode entrar em contato por meio do WhatsaApp da DHJ que é o número centralizado em identificar e localizar os responsáveis pelo crime.

“Preliminarmente, foi apurado que nenhuma das vítimas possuía vínculos com facções criminosas, tampouco registros criminais”, consta na mensagem.

Com colaboração de Estadão Conteúdo.

Entre no grupo do Massa News
e receba as principais noticias
direto no seu WhatsApp!

Compartilhe essa matéria nas redes sociais

Ative as notificações e fique por dentro das notícias

Dá o play Assista aos principais vídeos de hoje
Colunistas A opinião em forma de notícia