Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Saída para feriado de 15 de novembro leva 5,4 milhões de carros às estradas

(Foto: Divulgação) - Saída para feriado leva 5,4 milhões de carros às estradas
(Foto: Divulgação)

A saída para o feriado prolongado da Proclamação da República vai encher as estradas paulistas. A previsão é de 5,4 milhões de veículos circulando nas principais rodovias de acesso às praias e ao interior de São Paulo durante o feriadão. O tráfego aumenta a partir das 16 horas desta sexta-feira, 11, e segue intenso até as 15 horas de sábado. No feriado, dia 15, as estradas voltam a ficar cheias no retorno do paulistano, das 8 às 23 horas. Para evitar congestionamentos, o motorista deve viajar fora desses horários.

Cerca de 2,6 milhões de veículos passam pelas rodovias concedidas em direção ao litoral norte e interior. Outros 400 mil seguem para a Baixada Santista. Pelas rodovias administradas pelo Departamento de Estradas de Rodagem (DER) devem passar 1,4 milhão de carros - desses, 684 mil vão rodar por rodovias de acesso ao litoral paulista sul e norte. As rodovias federais recebem cerca de 1 milhão de veículos. Apenas na Via Dutra, o movimento será de 550 mil carros ao longo do feriadão.

No sistema Anchieta-Imigrantes, a Operação Descida será iniciada às 11 horas desta sexta, com sete faixas no sentido do litoral - as duas pistas da Anchieta e a pista sul da Imigrantes só vão descer. Em caso de chuva ou neblina, pode ser adotada a descida em comboio, a partir do pedágio, com escolta da Polícia Rodoviária.

O corredor Ayrton Senna-Carvalho Pinto, acesso ao litoral norte, deve receber entre 974 mil e 1 milhão de veículos. Desses, 160 mil vão seguir pela Rodovia dos Tamoios em direção às praias de São Sebastião, Ubatuba e Caraguatatuba. No sistema Anhanguera-Bandeirantes, devem passar 830 mil veículos em direção ao interior. Já o sistema Castelo Branco - Raposo Tavares receberá 605 mil autos. Outros 700 mil vão passar pelo corredor D. Pedro I, na região de Campinas.

Mortes

Na manhã desta sexta-feira, um ônibus da Viação Garcia que seguia para Campinas bateu na traseira de um caminhão carregado de tijolos, no km 120 da rodovia Castelo Branco, em Boituva. O motorista do ônibus, André Ricardo Gomes de Moraes, de 41 anos, e a passageira Maria Pavezi, de 76, morreram na hora. Outras 16 vítimas foram levadas para hospitais de Boituva, Tatuí, Porto Feliz e Sorocaba. A pista sentido São Paulo da rodovia ficou interditada durante duas horas. A Polícia Civil investiga as causas do acidente.