Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Temporais alagam ruas e causam destruição em cinco cidades do interior de SP

Chuvas fortes com rajadas de vento causaram estragos em pelo menos cinco cidades, entre a noite de terça-feira e a manhã desta quarta-feira, 22, no interior de São Paulo.

Em São José dos Campos, seis árvores caíram nesta madrugada e a copa de uma delas atingiu duas casas. Os moradores foram acordados pelo impacto da queda, mas não se feriram. A rua, no Jardim Satélite, ficou bloqueada até esta manhã, quando funcionários da Prefeitura retiraram o tronco.

Parte de um dos imóveis foi interditada pela Defesa Civil por risco de desabamento. Outra casa foi atingida por uma árvore no bairro Campo dos Alemães, também sem vítimas.

Em Lins, o temporal fez transbordar o Córrego Campestre e as águas deixaram ilhado o terminal rodoviário. A forte enxurrada abriu erosões no asfalto e arrancou uma rede de galerias na Avenida Tiradentes. Dois carros foram arrastados pela correnteza.

De acordo com a Defesa Civil, ao menos 30 casas foram alagadas nos bairros Tangarás, Jardim Aeroporto e São Benedito. Em Buri, no sudoeste paulista, a chuva deixou alagadas as ruas do bairro São José. Algumas casas ficaram com até um metro de água no interior. Moradores fizeram buracos em paredes e muros para reduzir o alagamento.

A Prefeitura de Orlândia, no norte do Estado, suspendeu as aulas na Escola Municipal Maurício Leite Moraes, no bairro Cidade Alta, depois que o prédio foi atingido pela queda de uma grande árvore durante o temporal. A cobertura das salas de aulas foi danificada. O município prevê a retomada das atividades escolares nesta quinta-feira, 23.

Em Piracicaba, na região central do Estado, uma sequência de chuvas fortes causou a queda de mais de 60 árvores desde o fim de semana. O rio que dá nome à cidade chegou à vazão de 165 metros cúbicos por segundo na manhã desta quarta-feira, entrando em estado de atenção para o risco de inundações.

Animais

As chuvas também causaram o deslocamento de animais silvestres para áreas urbanas. Em Lins, moradores registraram uma cobra sucuri em um ponto alagado próximo à rodoviária. O réptil, que provavelmente saiu do Córrego Campestre, desapareceu na enxurrada antes que fosse capturado.

Em Fartura, no sudoeste, policiais militares capturaram um jacaré de 1,5 metro caminhando pelas ruas do bairro Vila Nova. O animal foi devolvido ao Ribeirão dos Pachecos, que transbordou com as chuvas.

Grupo do Massa News no WhatsApp

Receba as principais notícias do dia direto no seu celular.

  Entrar no grupo