Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Unidade formou jovens para campo de batalha

O aposentado Benedito Ággio, de 91 anos, o seu Benê, conhece o valor do serviço militar. Nascido em 1926, serviu no Tiro de Guerra (TG) de Capivari em 1944 e foi homenageado na festa do centenário, celebrada em 20 de setembro. "Como era o tempo da 2.ª Guerra, havia 120 atiradores. A todo momento nosso pessoal era colocado de prontidão para um possível embarque para a frente de batalha, na Europa. Além de manusear fuzil com baioneta, aprendíamos a cavar trincheiras."

Foram convocados rapazes de várias cidades para aumentar o contingente. "Volta e meia alguém falava que os navios estavam atracando em Santos e íamos embarcar. No fim, meu ano acabou e fiquei aqui, até frustrado de não ter ido à guerra." Ele se arrepende de não ter seguido carreira militar - tornou-se inspetor de alunos.

Cerca de 5 mil jovens já passaram pelo TG de Capivari. Entre os ex-atiradores está o ex-ministro do Trabalho, Almir Pazzianotto. Neste ano, o general de Exército João Camilo Pires de Campos, comandante militar do Sudeste, foi homenageado como título de cidadão honorário.

Grupo do Massa News no WhatsApp

Receba as principais notícias do dia direto no seu celular.

  Entrar no grupo