Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Evento promove debate científico em bares curitibanos

(Foto: Samira Chami Neves/UFPR) - Evento promove debate científico em bares curitibanos
(Foto: Samira Chami Neves/UFPR)

Discutir ciência em bancadas de laboratórios? Que nada! Em maio, o Pint of Science desembarca em Curitiba com uma proposta bem diferente: debater conhecimento em mesas de bares, bebendo uma boa cerveja. O evento, que acontece entre os dias 14 e 16, deve reunir 50 mil pessoas de todas as regiões do Brasil em 15 palestras – 13 destas ministradas por pesquisadores da Universidade Federal do Paraná (UFPR).

De acordo com a coordenadora do festival no país, Natalia Pasternack Taschner, o objetivo é criar um canal de comunicação direto entre os cientistas e a sociedade, no qual a conversa é feita de forma descontraída e sem formalidades. “As pessoas querem saber, têm sede de ciência, e os cientistas querem falar”, afirma. Não é preciso pagar entrada, apenas o que for consumido nos estabelecimentos que sediam o evento.

Esta é a segunda edição do evento, que no ano passado lotou os três bares participantes nas três noites de conversa. “Para esse ano aumentamos o circuito para cinco locais diferentes, para melhor atender essa parcela da população interessada em ciência”, diz o professor Lauro Luiz Samojeden, coordenador do evento em Curitiba.

Programação

Ao todo, serão promovidas 15 conversas, distribuídas entre os bares Cervejaria Bodebrown, We are Bastards Pub, Drakkar Beer & Food, Hendrix Brew House e Hop’n Roll Brewpub.

No primeiro dia, haverá bate-papos sobre a abelhas, formigas, a ciência da música, vulcões e astronomia. No dia 15, o destaque ficará por conta da discussão de ondas gravitacionais, filosofia, a ciência do hambúrguer, o declínio dos insetos e a big data, e para encerrar, no dia 16 haverá debates sobre fractais, a teoria da cor, a rede social das plantas, a questão do sono e um bate-papo sobre as mulheres na ciência.

Informações UFPR