Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Maternidade recebe indicativo de interdição ética

(Foto: Divulgação) - Maternidade recebe indicativo de interdição ética
(Foto: Divulgação)

O Hospital e Maternidade Victor Ferreira do Amaral, em Curitiba, foi alvo de um indicativo de interdição ética promovido pelo Conselho Regional de Medicina do Paraná (CRM-PR). A medida foi adotada por conta de irregularidades nas escalas de trabalho que devem ser corrigidas em 90 dias.

De acordo com o CRM, médicos eram alocados para atender setores diferentes ao mesmo tempo por causa de carências de profissionais. Além disso, o hospital não conta com pediatras para atender os bebés recém-nascidos de modo contínuo.

A situação foi denunciada por funcionários da maternidade, no segundo semestre do ano passado. Após as denúncias, uma fiscalização no local comprovou os problemas, que, de acordo com o CRM, colocam em risco os usuários e profissionais do local. Não foram identificados problemas estruturais no prédio.

O indicativo de interdição ética é utilizado para que as irregularidades sejam corrigidas. O CRM afirmou que o mesmo já foi aplicado em outras cidades do estado, como Maringá, Sarandi, Rolandia, Foz do Iguaçu e também no próprio Hospital de Clínicas, complexo do qual a maternidade faz parte.

A Maternidade Victor Ferreira do Amaral é a primeira do Paraná, fundada em 1913, e está sob administração da Ebserh. No local são realizados por ano cerca de 2.800 partos.

Em nota, a Superintendência do Complexo Hospital de Clínicas informou que recebeu a visita do CRM na manhã de terça-feira (12), quando foi apresentado o ato de indicativo de interdição ética. “Esse ato representa um alerta à instituição para que dentro de 90 dias resolva questões referentes às escalas de trabalho dos profissionais que a compõem”, divulgou.

“A instituição continua realizando todos os atendimentos normalmente e de forma segura, sendo que providências cabíveis estão sendo tomadas visando atender os apontamentos do CRM-PR”, afirma a nota.

Grupo do Massa News no WhatsApp

Receba as principais notícias do dia direto no seu celular.

  Entrar no grupo