Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Novo Caps Tatuquara pode oferecer tratamento para 250 pacientes por mês

(Foto: Lucilia Guimarães/SMCS) - Novo Caps Tatuquara pode oferecer tratamento para 250 pacientes
(Foto: Lucilia Guimarães/SMCS)

O prefeito Rafael Greca e a secretária municipal da saúde de Curitiba, Márcia Huçulak, inauguraram nesta sexta-feira (22) o Centro de Atenção Psicossocial (Caps) no bairro Tatuquara.

O novo Caps, que inicia os atendimentos na quarta-feira (27), será voltado aos pacientes do distrito sanitário do Tatuquara com transtornos mentais severos e persistentes e problemas relacionados a uso abusivo de álcool e outras drogas. A expectativa é o tratamento de cerca de 250 pacientes por mês.

“Você que está na mão da droga, na mão da cachaça, nada de ficar sofrendo, dizendo que não é ninguém. Quero lhe falar do valor que você tem”, disse o prefeito Rafael Greca, na cerimônia de inauguração. “É preciso erguer as pessoas, recuperar as famílias, iluminar o que está escuro, aquecer o que está frio, fortalecer aquilo que é fraco”, disse. “Alegria de inaugurar o Caps Tatuquara e de ver o nosso Tatuquara progredir. Abram-se as portas do Caps Tatuquara, para o bem das famílias do Tatuquara e para todos que acreditam que é preciso saber viver”, complementou o prefeito. 

Antes da inauguração, os pacientes do Tatuquara precisavam buscar atendimento no Caps do Portão (casos relacionados a transtornos mentais) ou no Caps do Bairro Novo (casos relacionados a abuso de álcool e outras drogas). Com o novo equipamento, vão evitar um deslocamento significativo, em que era necessário tomar até quatro ônibus, num trajeto que poderia levar até três horas. “Por isso dizemos que o novo equipamento promove e melhora o acesso dos pacientes do Tatuquara”, afirmou a secretária Márcia.

Com um investimento municipal de cerca de R$ 95 mil por mês para o custeio do novo equipamento, esse será o 13º Caps do município, o 10º voltado para o atendimento de adultos.

Para reabilitação psicossocial e reinserção social, o novo Caps vai promover, numa área de alta vulnerabilidade, tratamento de pessoas com problemas decorrentes de transtorno mental e de uso de álcool e outras drogas, tudo num mesmo equipamento, com uma equipe especializada e capacitada para os atendimentos.

“Além disso, com a proximidade territorial, será possível um acompanhamento mais de perto dos problemas clínicos dos pacientes, nas suas respectivas unidades de saúde”, explicou Márcia.

A equipe do novo Caps será composta por 20 profissionais, entre médicos (clínico geral e psiquiatras), psicólogos, terapeutas ocupacionais, enfermeiros, técnicos de enfermagem e assistente social.

Colaboração Prefeitura de Curitiba

Grupo do Massa News no WhatsApp

Receba as principais notícias do dia direto no seu celular.

  Entrar no grupo