Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Primeiro caso de microcefalia por zika vírus no Paraná é de Cascavel

- Primeiro caso de microcefalia por zika vírus no Paraná é de Cascavel

É de Cascavel o primeiro caso de microcefalia por zika vírus no Paraná. De acordo com a secretaria municipal de Saúde, trata-se de uma criança nascida em 17 de agosto de 2016. O vírus é transmitido pelo mosquito Aedes Aegypti.

A mãe apresentou exantema, ou seja, erupção cutânea, no primeiro trimestre de gestação. Ainda conforme a pasta, o pré-natal e o parto tiveram acompanhamento particular por convênio. O exame do zika vírus da mãe deu positivo. O caso é autóctone, ou seja, foi desenvolvido no próprio município, já que a mulher não viajou durante todo o período de gravidez.

Somente neste ano, foram feitas nove notificações de zika vírus no município, sendo um caso confirmado, cinco casos descartados e 13 casos suspeitos.

Os sintomas do zika vírus são: manchas vermelhas na pele, podendo ter febre ou não (normalmente febre baixa), conjuntivite sem secreção, dor e edema nas articulações.

A recomendação para as gestantes é que sejam feitas consultas de pré-natal e realização de todos os exames preconizados e recomendados pelo profissional médico. Deve-se evitar o consumo de bebidas alcoólicas, não fazer uso de drogas ou ingerir qualquer remédio sem orientação do médico.

O Ministério da Saúde também recomenda o uso de roupas de cores claras, preferência calça e camisa de manga longa, uso de repelentes indicados para gestante. Quanto aos repelentes não há contraindicação de uso, desde que estejam devidamente registrados na Anvisa; as recomendações de uso descritas no rótulo do repelente devem ser seguidas.

À reportagem do Massanews, a Secretaria Estadual de Saúde informou que vai se pronunciar sobre o caso apenas no período da tarde. 

Colaboração: Assessoria Prefeitura.