Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Secretaria da Saúde orienta para cuidados com escorpiões

A presença de escorpiões sempre chama a atenção para o risco, sobretudo, se eles forem amarelos. Depois de uma moradora do Jardim Pinheiro, em Maringá, encontrar dois escorpiões no quintal da casa em que mora, a secretaria da Saúde reforçou o alerta para os cuidados.

De acordo com a gerente do Centro de Zoonoses, Janete Veltrini Fonzar, a primeira atitude ao avistar um escorpião é evitar colocar a mão, para assim evitar a picadura. “A picada é bastante dolorida e no caso do escorpião amarelo, tem o problema da peçonha, do veneno”, diz.

Mas, se a pessoa não viu o escorpião e acabou sendo picada, ela deve procurar imediatamente uma Unidade Básica de saúde. “É na UBS que a pessoa será orientada para encaminhamento ao Centro de Controle de Intoxicação do Hospital Universitário, onde será avaliada a necessidade da aplicação do soro, ou não”.

Janete ainda alerta que o escorpião se desaloja em duas situações, com o excesso de umidade ou de calor. Quando há aparecimento de um escorpião é sempre importante verificar se ele surgiu da rua ou se há um foco no quintal.

Colaboração Índio Maringá/Leco Mendes/Rede Massa