Desafios de robótica envolvem estudantes e professores de Curitiba

Matemática, ciências, linguagem computacional e até golfe inspiraram desafios e atividades de robótica desenvolvidas nesta segunda (7) e terça-feira (8) para estudantes e professores da rede municipal de ensino pela Secretaria Municipal da Educação .

O evento, que homenageou os participantes da Olimpíada Brasileira de Robótica (OBR), realizada em outubro, reuniu nos dois dias aproximadamente dois mil estudantes na Praça Oswaldo Cruz.

“Adorei todos os jogos, especialmente o de golfe”, contou o estudante Henrique Rasmussen, do 3º ano do Ensino Fundamental daEscola Olívio Soares Sabóia (CIC).

Para a Eduarda de Godoy, da Escola CEI Doutel de Andrade (Boa Vista), a grande atração foi o caça-palavras.

A robótica está presente em toda rede municipal de ensino, inclusive com equipes de alta performance, e disponível na TV Escola Curitiba.

Na edição da OBR de outubro, em São Paulo, a Escola Municipal Escola Omar Sabbag (Cajuru) ficou em décimo lugar, entre os finalistas, e a escola Durival Britto e Silva (Cajuru), em 25º. Em 2019, a equipe Conectados, da Durival Britto e Silva, foi destaque no Líbano.

Ampliação do integral

O número de escolas municipais com oferta da educação integral em tempo ampliado subiu de 86 para 126, desde 2017. Atualmente são atendidos 55 mil crianças e estudantes em período integral, em turmas da educação infantil e do Ensino Fundamental. Em 2017, eram atendidos 42 mil.

O aumento da oferta é feito de maneira gradativa, e depende da estrutura das unidades e da demanda da comunidade.

Para 2023, 150 unidades devem ter o integral. E até 2024 essa opção abrangerá as 185 escolas municipais, que deverão ter pelo menos parte das turmas com opção do integral ou atividades nas UEIs próximas.

“Nosso entendimento é qualificar e ampliar essa oferta, começando com parte das turmas e na sequência aumentando esse número, dentro da capacidade da rede. Começaremos com as turmas que apresentem maior demanda. E claro que as famílias que preferirem o período regular, seja manhã ou tarde, podem continuar assim”, diz a secretária municipal da Educação, Maria Sílvia Bacila.

Informações da Prefeitura de Curitiba