Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Aneel aprova agrupamento de cinco distribuidoras da CPFL a partir de janeiro

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) aprovou o agrupamento das áreas de concessão de cinco concessionárias de distribuição da CPFL. A partir de 1º de janeiro, uma nova empresa vai reunir as áreas de concessão da CPFL Jaguari, CPFL Mococa, CPFL Leste Paulista, CPFL Sul Paulista e CPFL Santa Cruz.

A nova companhia resultante do agrupamento será a CPFL Santa Cruz, com atuação em 39 municípios do interior de São Paulo, três de Minas Gerais e três do Paraná. A data de reajuste tarifário será 22 de março, a exemplo do que já era feito com as cinco distribuidoras que foram reunidas. A CPFL terá 180 dias para concluir a unificação dos contratos de energia após o agrupamento.

A fusão deve gerar uma redução de custos e ganhos de eficiência para o grupo CPFL, disse o relator da proposta, diretor Tiago de Barros Correia. "É um movimento de consolidação que reduz custos e traz escala para o grupo. Os clientes podem esperar mais qualidade no serviço. Já o mercado deve ter resultados econômicos melhores", disse.

O processo de unificação será gradual. Inicialmente, cada uma das cinco distribuidoras vai continuar a ter tarifas diferentes. Ao longo do tempo, o processo levará uma única tarifa para a nova empresa. A data final para isso ocorrer é 2021, durante a revisão tarifária periódica.

Até 10 de janeiro, o grupo também deverá comprovar o cumprimento dos parâmetros de qualidade da CPFL Sul Paulista relativos ao ano de 2017. Os indicadores relacionados a 2016 não foram cumpridos, e a violação dos parâmetros por dois anos consecutivos pode levar à abertura de processo de caducidade de concessão da distribuidora.

Grupo do Massa News no WhatsApp

Receba as principais notícias do dia direto no seu celular.

  Entrar no grupo