Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Bancos deixarão Reino Unido ainda este ano por causa do Brexit, diz associação

O chefe da Associação dos Banqueiros Britânicos (British Bankers' Association, BBA) acredita que as instituições financeiras planejam começar a abandonar Londres por conta da incerteza com relação à saída do Reino Unido da União Europeia. O diretor executivo da entidade, Anthony Browne, disse que instituições menores poderiam deixar o país ainda este ano.

O executivo afirmou em artigo publicado neste domingo que os bancos temem a imposição de barreiras por parte de políticos do bloco europeu. O risco visto pelos bancos, diz, é o de que haja um impedimento para que instituições financeiras baseadas em Londres, o principal financeiro europeu atual, conduzam negócios com países do bloco.

Ao jornal The Observer, Browne afirmou que banqueiros estão com as mãos "tremulando sobre o botão da realocação". Segundo ele, vários pequenos bancos planejam começar a se mudar antes do Natal enquanto bancos maiores devem iniciar a saída no primeiro trimestre do ano que vem.

Browne afirma ainda que a imposição de tarifas iria ferir tanto o Reino Unido quanto a União Europeia, mas considerou que os argumentos econômicos podem se perder em meio à retórica política. Ele opinou que os governos nacionais podem "tentar usar as negociações de saída da União Europeia para construir muros que separem o mercado financeiro europeu em duas partes, provocando a migração de postos de trabalho para fora de Londres".

O governo britânico afirmou em um comunicado que tem conhecimento da importância do setor de serviços financeiros para a economia do Reino Unido. Disse ainda que as autoridades britânicas "têm garantido recursos para conseguir o melhor acordo" para o país. Fonte: Associated Press.