Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Black Friday exige pesquisa e paciência, alerta educador financeiro

(Foto: Marcos Santos / USP Imagens) - Black Friday exige pesquisa e paciência, alerta educador financeiro
(Foto: Marcos Santos / USP Imagens)

Marcada para o dia 25 de novembro, a Black Friday já dá as caras com o anúncio de diversas ofertas antecipadas. E com tantas ‘tentações’, surge também o risco de compras feitas por impulso e dívidas.

O educador financeiro Reinaldo Domingos orienta o consumidor a planejar suas compras e pesquisar os preços com antecedência. A expectativa é que neste ano não aconteça as promoções que os consumidores chamam de “metade do dobro”, considerando a crise financeira e o cuidado da população com o dinheiro.

É uma ótima oportunidade para quem já sabe o que quer comprar para o Natal e pode antecipar esta compra. Mas, cuidado, para que os impulsos das promoções não se transformem em dívidas”, alerta Domingos. “Comprar adequadamente e com bons descontos é um dos principais segredos da educação financeira e da arte de poupar”, diz ele que elaborou uma relação com oito cuidados que devem ser tomados durante as compras na Black Friday:

  1. Não compre se para isso precisar se endividar. Parcelamento também é uma forma de dívida. Se for inevitável, tenha certeza de que cabe no orçamento.
  2. Analise se a compra não trará custos extras para a família ou para a pessoa posteriormente.
  3. Se antecipe à Black Friday, pesquisando os preços dos produtos que deseja comprar para ver se os descontos que darão realmente são interessantes.
  4. Faça uma lista detalhada de tudo que pretende comprar e quem deseja presentear e quanto pretende gastar com cada um.
  5. Se estiver em situação financeira problemática, e quiser adiantar as compras de Natal, uma dica é priorizar as crianças. Será mais fácil explicar para os adultos ou jovens o motivo de não receberem presentes.
  6. Utilize a internet como meio de pesquisa, mas cuidado, só acesse e compre em sites confiáveis, crimes digitais são cada vez mais comuns.
  7. Se prepare para ir às compras nas lojas com tempo e dose extra de paciência, evitando que deseje comprar rapidamente para acabar com o “martírio”.
  8. Procure, por meio de conversas, saber quais são os reais desejos das pessoas. Muitas vezes se compra coisas caras, sendo que presentes baratos seriam muito mais bem-vindos.

Colaboração assessoria de imprensa