Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

BNDES registrou baixa contábil de R$ 218 mi por causa da JBS

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) registrou uma baixa contábil de R$ 217,786 milhões com o frigorífico JBS no terceiro trimestre de 2017, mostram as demonstrações financeiras divulgadas mais cedo nesta sexta-feira, 10, pelo banco de fomento.

Nas demonstrações do segundo trimestre, o BNDES havia anunciado o adiamento do teste de impairment para registrar a baixa, pois a revelação da delação premiada envolvendo a alta administração do frigorífico ocorrera me meados de maio, perto do fim do período.

Para o balanço do terceiro trimestre, a superintendente da Área de Controladoria do BNDES, Vania Borgerth, explicou que a baixa contábil foi calculada com base nas demonstrações financeiras da JBS do primeiro trimestre. Uma das dificuldades para fazer o teste de impairment é justamente o adiamento da publicação dos resultados do frigorífico.

Segundo Vania, quando a JBS divulgar os balanços atrasados, o BNDES poderá fazer novos ajustes. A executiva destacou que, nas demonstrações financeiras do segundo trimestre, o banco de fomento havia calculado que, se fosse fazer o impairment apenas baseado nos preços de mercado das ações da companhia, as perdas poderiam chegar a R$ 1,2 bilhão.

Grupo do Massa News no WhatsApp

Receba as principais notícias do dia direto no seu celular.

  Entrar no grupo