Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Bolsas da Europa fecham em alta com investidor otimista com eleição nos EUA

Após um rali na sessão anterior, as principais bolsas da Europa tiveram uma manhã de cautela, mas conseguiram se recuperar perto do fechamento e encerrar em alta nesta terça-feira, 8, com os investidores otimistas de que a candidata democrata, Hillary Clinton, saia vitoriosa na eleição presidencial nos EUA.

A Bolsa de Londres subiu 0,53%, Paris ganhou 0,35% e Frankfurt teve alta de 0,24%. Já a Bolsa de Milão avançou 0,48%, Madri teve acréscimo de 0,20% e Lisboa subiu 0,18%.

Após a forte alta na segunda-feira, 7, os investidores pareciam mais cautelosos nesta terça-feira - dia das eleições gerais nos EUA. Após uma campanha eleitoral polêmica, que deixou clara a polarização política atual nos EUA, Hillary e o republicano Donald Trump chegam à eleição em um cenário indefinido, com as pesquisas em geral apontando ligeira vantagem da democrata, mas dentro da margem de erro.

Nesta terça, o RealClearPolitics, site especializado em monitorar pesquisas, calcula que a vantagem média da democrata sobre Trump é de 3,3 pontos porcentuais. Além da Casa Branca, os norte-americanos decidirão com quem ficará a maioria do Senado. Na Câmara dos Representantes, a perspectiva é de que o comando permaneça com os republicanos.

Entre os destaques do dia, a ação do Credit Agricole terminou com ganho de 5,64%, após a empresa divulgar lucro de líquido de 1,86 bilhão de euros (US$ 2,1 bilhões) no terceiro trimestre, acima das expectativas dos analistas de 1,70 bilhão de euros.

Por outro lado, indicadores econômicos decepcionaram. A produção industrial do Reino Unido caiu 0,4% em setembro ante agosto, o que contrariou a expectativa de alta de 0,1%. Na Alemanha, a produção industrial recuou 1,8% na mesma comparação, ante previsão de -0,6%. Com informações da Dow Jones Newswires