Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Bolsas de NY fecham em alta, impulsionadas por rali dos preços de petróleo

As bolsas de valores dos Estados Unidos fecharam em alta nesta sexta-feira, 8, impulsionadas pelo rali dos preços do petróleo, que deu apoio às ações de companhias de energia. Os índices norte-americanos encerraram a semana com perdas, no entanto.

O Dow Jones fechou em alta de 0,20%, aos 17.576,96 pontos, e perdas de 1,21% na semana; o S&P 500 ganhou 0,28% e fechou aos 2.047,60 pontos e recuo de 1,21% na semana; já o índice Nasdaq ganhou 2,32 pontos (0,05%) e fechou aos 4.850,69 pontos e queda de 1,30% na semana.

Os ganhos robustos dos preços de petróleo fizeram com que o setor de empresas de energia do S&P 500 apresentasse o melhor desempenho da sessão.

Na IntercontinentalExchange (ICE), o petróleo Brent para junho fechou alta de 6,37% (US$ 2,51), a US$ 41,94 por barril. Na New York Mercantile Exchange (Nymex), o WTI para maio avançou 6,60% (US$ 6,60%), a US$ 39,72 por barril. Na semana, ambos os contratos acumularam ganhos de 8,45% e 7,96%, respectivamente.

Como resultado, a Chevron ganhou 1,62% e a Exxon Mobil subiu 1,02%.

Os contratos de petróleo foram influenciados por um movimento generalizado de apetite por risco após comentários da presidente do Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano), Janet Yellen, e também por declarações do ministro de energia da Rússia, afirmando que o país não descarta propor outras medidas além do congelamento da produção aos níveis de janeiro na reunião do dia 17, em Doha.

"Como os preços do petróleo saíram das mínimas, o mercado tem negociado em cima isso", disse Stephen Carl, trader do Williams Capital Group.

O setor de consumo discricionário foi um dos que apresentaram os piores desempenhos na sessão, com a queda das ações de varejistas. A Gap, por exemplo, viu seus papéis recuarem 13,84%.

A alta do dia encerra uma semana de declínios das ações, à medida que várias grandes companhias, incluindo as principais instituições financeiras, se preparam para divulgar os balanços do primeiro trimestre. (Com informações da Dow Jones Newswires)

Grupo do Massa News no WhatsApp

Receba as principais notícias do dia direto no seu celular.

  Entrar no grupo