Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Bolsas de NY fecham sem direção única, influenciadas por Fed

As bolsas de Nova York fecharam sem direção única nesta quarta-feira, 20, após o Federal Reserve (Fed, o banco central americano) anunciar a manutenção das taxas de juros na faixa entre 2,25% e 2,50% e rever para baixo suas projeções econômicas e a perspectiva de novos aumentos de taxa de juros.

O índice Dow Jones fechou em baixa de 0,55%, aos 25.745,67 pontos; o S&P 500 caiu 0,29%, aos 2.824,23 pontos; e o Nasdaq subiu 0,06%, a 7.728,97 pontos.

Os principais índices perderam fôlego no final da sessão, depois de subirem imediatamente após a decisão de política monetária do Fed, mais precisamente após o presidente da instituição ter afirmado que "a economia vai bem".

O Fed também informou que a instituição deve diminuir o ritmo da venda de ativos de seu balanço patrimonial. Na avaliação do diretor de economia em tempo real da Moody's Analytics, Ryan Sweet, a paralisação em setembro do processo de normalização do balanço de ativos do Fed era uma medida aguardada e causou pouca surpresa. Ele acredita que no último mês do quarto trimestre o Federal Reserve registrará um total de US$ 3,6 trilhões que deverá ficar estável por bom tempo.

Além disso, o Fed ainda revisou para baixo as projeções de expansão do Produto Interno Bruto (PIB) dos EUA em 2019 e 2010. Sobre isso, o economista sênior para EUA da Capital Economics, Michael Pearce, acredita que as previsões econômicas ainda estão otimistas demais. "Esperamos que o crescimento econômico permaneça bem abaixo da tendência ao longo de 2019 e é por isso que achamos que o próximo passo do Fed será cortar as taxas de juros", destacou.

Entre as principais ações do dia, os papéis da General Motors fecharam em queda de 3,32%, ampliada após Trump criticar a companhia por sua intenção de fechar sua fábrica em Ohio. A empresa de logística FedEx também teve perdas relevantes, fechando o pregão em queda de 3,5% depois de cortar sua perspectiva de crescimento pelo segundo trimestre consecutivo e afirmar que o cenário econômico global continua a prejudicar seus envios internacionais.

Após o fechamento do mercado, Trump utilizou o Twitter para parabenizar a montadora Ford por investimentos de quase US$ 1 bilhão em Michigan, que se seguem aos aportes de aproximadamente a mesma quantia no mês passado em uma fábrica de Chicago. (Com informações da Dow Jones Newswires)

Grupo do Massa News no WhatsApp

Receba as principais notícias do dia direto no seu celular.

  Entrar no grupo