Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Bolsas de NY recuam puxadas por ações de saúde, mas avançam na semana

(Foto: Rafael Matsunaga) - Bolsas de NY recuam puxadas por ações de saúde, mas avançam na semana
(Foto: Rafael Matsunaga)

As bolsas de valores dos Estados Unidos fecharam em queda nesta sexta-feira, 18, mas conseguiram registrar ganhos semanais, na esteira da vitória de Donald Trump como presidente eleito do país. Nesta sexta, o mau desempenho das empresas do setor de saúde puxou os índices para baixo.

O índice Dow Jones fechou em queda de 0,19%, aos 18.867,93 pontos; o S&P 500 recuou 0,24$, para 2.181,90 pontos; e Nasdaq perdeu 0,23%, encerrando aos 5.321,51 pontos. Na semana, o Dow Jones subiu 0,11%; o S&P avançou 0,81% e o Nasdaq ganhou 1,61%.

O setor bancário continuou a subir apoiado pela rejeição da campanha de Trump da regulação do mercado, além de se beneficiar da perspectiva de aumento de juros nos EUA, com um possível aumento dos gastos por parte de Trump.

As ações de companhias de saúde, que ganharam impulso após a vitória de republicano, recuaram nesta sessão. As empresas de biotecnologia haviam subido ao passo que alguns investidores avaliavam que a derrota da candidata democrata, Hillary Clinton, afastaria políticas de restrição dos preço de medicamentos.

A inversão também respingou nas empresas de tecnologia. Nos dias que seguiram a eleição, os papéis de gigantes do setor despencaram diante da perspectiva de que as promessas de Trump contra a imigração restringiriam a capacidade dessas empresas de contratar mão de obra estrangeira qualificada.

No terreno positivo, a Amazon viu seus papéis avançarem 0,50% e o Twiter ganhou 0,97%.

Notícias corporativas abalaram algumas ações individuais nesta sexta-feira. Entre os varejistas, as ações da Abercrombie & Fitch recuaram 14% após a empresa reportar seu terceiro trimestre consecutivo de recuo das vendas. As ações da Gap caíram 17%, após informar uma queda no lucro trimestral. Fonte: Dow Jones Newswires