Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Bolsas fecham sem direção única em NY, com investidor ponderando Efeito Trump

As bolsas de Nova York fecharam sem direção única nesta quarta-feira, em meio a uma desaceleração do rali observado nos últimos sete dias, após a vitória do republicano Donald Trump nas eleições presidenciais dos Estados Unidos.

Nesta quarta-feira, os mesmos setores que vinham puxando os índices de Wall Street para cima foram responsáveis pelas suas quedas. Empresas de saúde e bancos recuaram, com os investidores ponderando as expectativas com o governo Trump.

O índice Dow Jones fechou em queda de 0,29%, aos 18.868,14 pontos, e o S&P 500 recuou 0,16%, aos 2.176,94 pontos. O Nasdaq, por sua vez, subiu 0,36%, para 5.294,58 pontos, com a Apple apresentando ganhos de 2,69%.

Na trajetória descendente, o Goldman Sachs teve queda de 2,33%, a maior dos índices. O Walmart, que divulga o seu balanço financeiro do 3º trimestre nesta quinta-feira, ficou praticamente estável, em queda de 0,04%.

Nos últimos dias, a vitória de Donald Trump gerou furor nos mercados acionários, uma vez que espera-se que a gestão do magnata eleve os gastos do governo e estimule a inflação, além de diminuir a regulação, o que soou como positivo para os bancos.

A reação positiva, porém, já começou a apresentar desaquecimento nesta quarta-feira, mas a alta foi sustentada pela valorização do petróleo, o que não ocorreu na sessão desta quarta, com a commodity volátil e fechando em queda.