Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Cepal prevê retração de 0,6% na economia da América Latina em 2016

A Comissão Econômica para a América Latina (Cepal) cortou para -0,6% a estimativa de desempenho da economia da América Latina em 2016. Em dezembro do ano passado, a Cepal havia projetado crescimento de 0,2% para a região neste ano.

A projeção evidencia, segundo a instituição, o cenário global adverso com crescimento lento nos países desenvolvidos, desaceleração de emergentes, especialmente da China, volatilidade crescente nos mercados financeiros e baixos preços de commodities. No âmbito interno dos países latino-americanos, a Cepal destaca a contração dos mercados domésticos, com retrações em investimentos e consumo.

A análise dos dados pelas sub-regiões do continente apontam para diferenças "marcantes" na dinâmica de crescimento dos países e mostra que a taxa negativa é determinada pelas economias da América do Sul. Nesta região, o recuo médio do Produto Interno Bruto (PIB) deve ser recorde, de 1,9%. Entre os motivos que devem levar a este desempenho está a forte correlação com a economia chinesa, com grandes volumes de petróleo e minérios exportados.

Na América Central, por outro lado, o crescimento médio deve ser de 3,9%, o que representa uma desaceleração ante a taxa de 4,3% registrada em 2015. A recuperação mais lenta dos Estados Unidos e ajustes fiscais internos são apontados como fatores que levaram ao ritmo mais baixo de crescimento das economias da região.

Grupo do Massa News no WhatsApp

Receba as principais notícias do dia direto no seu celular.

  Entrar no grupo