Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Cinco entre nove grupos do IPCA-15 têm variação menor entre outubro e novembro

Embora a inflação medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo - 15 (IPCA-15) tenha acelerado na passagem de outubro para novembro, de 0,19% para 0,26%, cinco dos nove grupos pesquisados tiveram taxas de variação menores no período, informou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Subiram menos os gastos com Habitação (de 0,60% em outubro para 0,36% em novembro), Transportes (de 0,67% para 0,46%), Educação (de 0,06% para 0,02%) e Comunicação (de 0,28% para 0,16%), enquanto que houve redução nas despesas com Vestuário (de 0,36% para -0,03%).

Os aumentos foram registrados em Artigos de Residência (de -0,31% para 0,09%), Saúde e Cuidados Pessoais (de 0,28% para 0,68%) e Despesas Pessoais (de -0,12% para 0,47%), ao mesmo tempo em que a queda em Alimentação e Bebidas foi menor (de -0,25% para -0,06%).

Além dos aumentos nos combustíveis e em alguns alimentos importantes na cesta básica das famílias, outros itens que também pressionaram o resultado do IPCA-15 do mês foram seguro de veículo (2,61%), plano de saúde (1,07%), empregado doméstico (0,87%), mão de obra para pequenos reparos (0,87%), artigos de higiene pessoal (0,87%), emplacamento e licença (0,80%) e cabeleireiro (0,67%).