Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Curitiba está entre as capitais com mais vagas de emprego no país

(Foto: Pedro Ventura / Agência Brasília) - Curitiba está entre as capitais com mais vagas de emprego no país
(Foto: Pedro Ventura / Agência Brasília)

Com 27.767 vagas, Curitiba está entre as capitais com mais vagas de emprego cadastradas no Sistema Nacional de Empregos (Sine). As oportunidades estão disponíveis para variados setores e perfis dos candidatos, com remuneração que vai até R$ 10 mil.

Profissionalismo

O cuidado com a imagem que o profissional passa no mercado de trabalho não deve ser motivo de preocupação apenas durante a procura por emprego. Depois de conquistada a vaga também é importante prestar atenção atuação dentro da empresa.

O diretor da rede de cursos profissionalizantes Prepara Cursos, Guilherme Maynard, destaca que é preciso ficar atento com a postura no ambiente de trabalho. Algumas atitudes são vistas negativamente dentro das empresas e é preciso evita-las. Confira quais são elas:

  • Chegar atrasado: claro que existem os imprevistos e, se você se chegar tarde ao trabalho algumas vezes, isso não será um empecilho no seu caminho, mas quando se torna uma rotina, prepare-se para um feedback negativo. “Quando ocorrer alguma eventualidade, informe o seu chefe. Às vezes, não é o atraso que o irrita, mas sim a sua falta de comprometimento”, afirma Maynard.
  • Mau relacionamento com os colegas: ´Equipe unida jamais será vencida´, já diz o ditado. Os gestores buscam funcionários que sejam flexíveis e consigam se relacionar bem com as pessoas. “Tente não se envolver em intrigas, seja positivo e ajude os colegas sempre que possível. Esse tipo de comportamento é extremamente bem visto e pode levar a uma futura promoção”, comenta o diretor.
  • Falta de qualidade nas entregas: É muito comum ver a queda de rendimento de alguns colaboradores quando já não estão satisfeitos com a posição em que atuam. Este sentimento impacta diretamente na qualidade de entrega do serviço. “Quando estamos à frente de um projeto é necessário ter dedicação total. Quando é feito de qualquer maneira, o prejudicado será apenas você mesmo. O produto final é o espelho do seu empenho e, se você não se entrega completamente, pode se preparar para entregar currículos”, comenta.
  • Cometer sempre os mesmos erros: uma das competências mais importantes para qualquer profissional é saber aprender com o que deu errado. “Se você receber uma bronca, não leve para o lado pessoal. O superior tem a missão de te orientar quando perceber que você não está indo bem em determinada tarefa. Mostre que o escutou e tente melhorar a habilidade. “Saiba ouvir e não repita os mesmos erros que te fizeram ganhar um sermão”, comenta Maynard.
  • Reclamar da empresa: Falar mal do local onde trabalha é um hábito comum, porém prejudicial. Não cometa este erro. Reclamar frequentemente do salário, do chefe, ou do cargo em que atua e sempre enxergar as coisas de forma negativa será prejudicial para a sua carreira. “As notícias ruins são as primeiras a chegar e essa insatisfação pode alcançar a chefia. Se você quer ser demitido, este é um “bom” caminho”, relata.
  • Estagnar: não é porque você já conquistou uma boa colocação profissional que vai relaxar de vez. Desenvolver novas competências é imprescindível para se destacar. Com o mercado concorrido, é importante buscar qualificação mesmo já estando empregado. “A busca por qualificação deve ser constante. Dominar as novas linguagens tecnológicas e ter na ponta da língua outro idioma é essencial para um plano de carreira. Quando você amplia o currículo, a empresa reconhece a sua dedicação e ela, certamente, será recompensada”, finaliza Maynard.