Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

CVM multa Alexandre Azambuja por irregularidades na prestação de informações

(Foto: Reprodução / Atletas S.A) - CVM multa Alexandre Azambuja por irregularidades em informações
(Foto: Reprodução / Atletas S.A)

A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) condenou o empresário Alexandre Souza de Azambuja a pagar R$ 400 mil por cometer irregularidades à frente das companhias abertas Deluxe Motors S.A. e Drogarias Americanas. O paranaense Azambuja ficou conhecido como o "Eike Batista do Sul" ao desenhar um modelo de negócios baseado na listagem de startups (empresas iniciantes) pré-operacionais, assim como as companhias que o controlador do império X levou à bolsa.

Como diretor presidente, de RI e presidente do conselho de administração da Deluxe Motors S.A., ele foi multado em um total de R$ 200 mil por falhas na prestação de informações e realização de procedimentos relativos à companhia. O administrador pagará R$ 130 mil por não ter elaborado as demonstrações financeiras da companhia nem convocado a assembleia geral ordinária referentes ao ano de 2013.

Além disso, Azambuja foi multado em R$ 60 mil pelo fato de não ter mantido a escrituração contábil da companhia em dia, ocasionando a entrega incompleta do Formulário de Referência 2014 e das Informações Trimestrais do terceiro trimestre de 2013 e dos quatro trimestres de 2014. O conselheiro Marcelo Azambuja foi multado em R$ 40 mil por não ter convocado e realizado a assembleia geral ordinária (AGO) da Deluxe referente a 2013.

Na Drogarias Americanas, da qual é diretor presidente e diretor de RI, Alexandre Azambuja foi condenado com relação a demonstrações financeiras referentes ao ano de 2013. O executivo também não manteve atualizado o registro contábil da companhia, levando a falhas nas informações entregues à CVM. Ele e Marcelo Azambuja, também membro do conselho da Americanas, terão que pagar R$ 70 mil e R$ 40 mil, respectivamente, por não terem convocado e realizado a AGO da Americanas referente ao exercício social de 2013.