Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Economia da Itália deve crescer em 2016 mais do que o esperado anteriormente

O Produto Interno Bruto (PIB) da Itália deverá crescer 0,9% em 2016, informou a Comissão Europeia nesta segunda-feira, ante uma previsão de 0,7% divulgada em novembro.

Em suas previsões econômicas deste mês, a União Europeia disse que o crescimento do consumo privado na Itália foi sustentado, graças ao crescimento do emprego e aos baixos preços de energia. Isso impulsionou o crescimento econômico de 0,7% em 2015.

O braço executivo da UE disse que as condições de financiamento para as empresas e as famílias continuaram a diminuir em 2016, embora o setor bancário ainda se esforçasse para digerir enormes pilhas de empréstimos ruins.

"A incerteza política e os lentos ajustes do setor bancário representam riscos negativos para as perspectivas de crescimento", disse a comissão. "No entanto, um impulso mais forte ainda poderia ocorrer a partir da demanda externa".

A comissão prevê o crescimento da Itália em 0,9% em 2017, principalmente como resultado de uma política monetária de suporte e de uma aceleração esperada da demanda global, e de 1,1% em 2018.

A Comissão Europeia considerou a proporção de déficit em relação ao PIB da Itália em 2,3% em 2016, ligeiramente abaixo das suas previsões anteriores de 2,4% e de 2,6% em 2015. Isto foi possível principalmente devido à diminuição das despesas com juros.

A previsão é que o déficit se estabilize em 2,4% do PIB em 2017, mas suba para 2,6% em 2018, devido a uma menor carga tributária. Fonte: Dow Jones Newswires.

Grupo do Massa News no WhatsApp

Receba as principais notícias do dia direto no seu celular.

  Entrar no grupo