Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Gigante do setor de alimentos, BRF anuncia investimento de R$ 80 milhões em Londrina

(foto: Divulgação) - Gigante de alimentos anuncia investimento de R$ 80 milhões em Londrina
(foto: Divulgação)

A empresa de alimentos BRF, dona das marcas Sadia e Perdigão, anunciou nesta segunda-feira (31), durante cerimônia no gabinete do prefeito Alexandre Kireff, a construção em Londrina do novo centro de distribuição da companhia.

O investimento deve girar em torno de R$ 80 milhões, com a geração de até 600 empregos diretos e indiretos. O centro de distribuição deve movimentar 15 mil toneladas por mês em produtos de origem animal a serem distribuídos para São Paulo e Mato Grosso do Sul, além do Paraná.

Para atrair a empresa, o município deve ceder um terreno de 157 mil metros quadrados na zona norte da cidade, avaliado em R$ 6 milhões, como contrapartida pela atração do investimento.

”Londrina se apresentou como uma das possíveis cidades para recepcionar esse importante investimento e demonstrou ser a mais competitiva entre as alternativas alinhadas, evidentemente, com as estratégias empresariais do grupo BRF”, afirmou o prefeito.

De acordo com a gerente de Relações Institucionais da BRF S.A., Ana Carolina Carregaro, a escolha por Londrina deu-se em razão da localização estratégica do município para os negócios do conglomerado. “Desde 2015, estamos fazendo a revisão do Plano Diretor de Logística da empresa juntamente com a análise de ampliação dos serviços para os anos seguintes. Londrina foi escolhida em razão de sua localização estratégica à distribuição dos produtos para o Paraná e o Oeste paulista, pois somente no Paraná temos sete unidades industriais, que abastecerão o centro londrinense”, explicou a gerente.

A iniciativa, no entanto, ainda precisa passar por aprovação da Câmara de Vereadores.

A BRF possui mais de 115 mil funcionários em 45 fábricas na América Latina, cinco n Ásia, duas na Europa e uma no Oriente Médio. A companhia exporta para mais de 120 países e dispõe de um diversificado portfólio com mais de três mil produtos.

No último balanço financeiro divulgado, relativo ao segundo trimestre de 2016, a empresa teve uma receita líquida de R$ 8,5 bilhões. No período, a companhia comercializou mais de 1 bilhão de toneladas de alimentos em todo o mundo.