Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Inflação anual sobe 12,98% em novembro na Turquia, na máxima em 14 anos

O índice de preços ao consumidor (CPI, na sigla em inglês) da Turquia avançou a 12,98% em novembro, na comparação com igual mês do ano passado, na máxima desde 2003. Os preços dos alimentos continuam elevados, o que reforça a expectativa de que o banco central possa apertar sua política monetária, em reunião da próxima semana.

Em outubro, a inflação anual havia ficado em 11,9%. Os resultados continuam, portanto, bem acima da meta de 5% ao ano do BC turco.

Os preços das bebidas não alcoólicas e dos alimentos avançaram 15,78% em novembro, quando em outubro a alta havia sido de 12,74%. Os custos com transporte tiveram ganho de 18,56% em novembro.

O núcleo da inflação, que exclui itens como alimentos e energia, tabaco e ouro, subiu 12,1% em novembro na comparação com igual mês de 2016, de 11,8% em outubro.

Após os dados, o vice-premiê Mehmet Simsek escreveu em sua conta oficial no Twitter que a partir de dezembro a inflação deve começar a mostrar uma "persistente tendência de baixa". Segundo ele, o governo dará o apoio necessário para se atingir uma redução duradoura da inflação.

No mês passado, o BC turco elevou sua projeção para a inflação a 9,8%, de 8,7% anteriormente. Além disso, subiram a previsão para o próximo ano a 7%, de 6,4%, citando como argumento a recente desvalorização da lira turca. A moeda local caiu 15% ante o dólar desde meados de setembro, em meio a preocupações com a política do BC e a dificuldades na relação bilateral com os EUA. Recentemente, o BC turco tomou algumas medidas para tentar conter o recuo da lira.

A próxima reunião de política monetária do BC turco ocorre em 14 de dezembro. Fonte: Dow Jones Newswires.

Grupo do Massa News no WhatsApp

Receba as principais notícias do dia direto no seu celular.

  Entrar no grupo