Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Mapfre diz que avaliação da S&P reforça ideia de crescimento baixo no Brasil

A expectativa de recuperação do rating brasileiro sofreu revés nesta sexta-feira, 10, quando a agência de classificação de riscos S&P manteve a nota soberana em BB, com perspectiva negativa. Na avaliação do economista Luis Afonso Fernandes Lima, da Mapfre Investimentos, o anúncio da instituição reforça a ideia de que o País ainda encontra-se num processo de ajuste, com crescimento baixo, demanda reprimida e em processo de desalavancagem.

"Não foi balde d'água nas expectativas, mas um novo copo d'água fria", afirmou o especialista. Ele lembrou que, há alguns dias, a diretora da agência, Lisa Schineller, já dissera que "serão necessários vários anos e sucessivas administrações federais" para viabilizar a recuperação econômica do Brasil.

O economista da Mapfre Investimentos apontou que o Brasil ainda deve ter alguns anos de baixo crescimento, enquanto ocorre também a diminuição do endividamento das famílias. "Já começamos o processo de ajuste, em parte. Mas a demanda doméstica não deve reagir tão cedo e o consumo segue contigo", afirmou o especialista, ao destacar investimentos privados e públicos limitados. Para ele, o endividamento das famílias ainda encontra-se elevado e inibe o consumo.

Grupo do Massa News no WhatsApp

Receba as principais notícias do dia direto no seu celular.

  Entrar no grupo