Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Meirelles diz que governo quer criar depósito remunerado no BC

O governo quer propor que o Banco Central (BC) possa receber depósitos remunerados voluntários dos bancos, disse nesta sexta-feira, 10, o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles. Segundo ele, o projeto está em andamento e vai ajudar na melhor gestão da dívida pública brasileira.

A intenção, segundo o ministro, é permitir à autoridade monetária o recebimento de recursos dos bancos para enxugar liquidez do mercado e remunerá-los por isso. Hoje, esse depósito voluntário de valores não é possível.

Meirelles explicou que hoje o Banco Central regula a liquidez do mercado por meio de operações compromissadas, com lastro em títulos emitidos pelo Tesouro Nacional, o que contribui para elevar o endividamento público. "Você não precisa de um título do Tesouro para dar lastro. A ideia é criar o depósito remunerado no Banco Central", disse em almoço na Federação das Indústrias do Rio Grande do Sul (Fiergs).

A proposta de criação do depósito remunerado já havia sido apresentada pelo ex-ministro da Fazenda Nelson Barbosa. Seria um instrumento alternativo de política monetária, além das próprias compromissadas.

Meirelles disse ainda que o governo está discutindo a relação entre o BC e o Tesouro. A ideia, segundo apresentação do ministro, é "eliminar o financiamento" do Tesouro Nacional pelo BC por conta da valorização das reservas, bem como reduzir os aportes do Tesouro ao Banco Central.

Grupo do Massa News no WhatsApp

Receba as principais notícias do dia direto no seu celular.

  Entrar no grupo