Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Petros tem ganho maior que a meta atuarial de janeiro a setembro

A Petros, fundo de pensão dos funcionários da Petrobras, teve desempenho superior à meta atuarial no período de janeiro a setembro deste ano, como informou em comunicado oficial. O Plano Petros do Sistema Petrobras (PPSP), de benefício definido, registrou alta de 8,51% frente a uma meta de 6,22%. Enquanto o Plano Petros-2 (PP-2), de contribuição variável, avançou 8,18% e ultrapassou o objetivo de 6,1%.

Com isso, somaram resultado líquido de R$ 5,5 bilhões nos investimentos. Desse total, R$ 4,25 bilhões foram do PPSP e R$ 1,25 bilhão, do PP-2.

No PPSP, o destaque foi a renda fixa, que concentra pouco mais da metade dos ativos e avançou 12,68%. A Petros informa que o desempenho dessa carteira "foi puxado pelos títulos públicos, que acumularam rentabilidade de 13,38%. Na sequência, a renda variável também contribuiu para o resultado, registrando alta de 11,7%, impulsionada pelo segmento de participações mobiliárias".

O desempenho do PP-2 também foi influenciado pelos títulos públicos, que respondem por 71% dos investimentos e renderam 6,76% de janeiro a setembro. Além disso, contribuíram para o resultado os investimentos em renda variável, com alta de 12,45% no período, em função do impacto positivo da alta da Itaúsa e da performance dos fundos de ações (aplicações em ações com alta liquidez e mais facilidade de negociação), que renderam 15,95% no período.

Grupo do Massa News no WhatsApp

Receba as principais notícias do dia direto no seu celular.

  Entrar no grupo